Como já havia sido citado nos comentários deste post, a vida cisma em cruzar os meus caminhos com o do Marcos Müller.

Conheci o Marcos no fórum de miniaturas que participo. Entramos mais ou menos na mesma época e logo de cara começamos a comentar muita coisa nos posts que cada um colocava.

Eu só fui descobrir meses depois, quando conheci o Marcos pessoalmente, que nessa época que começamos a conversar virtualmente, ele trabalhava no mesmo prédio que eu trabalho, logo no andar abaixo do meu. Teria sido mais fácil conversar no hall do elevador do que ficar debatendo bonequinhos pela internet.

Como bom nerd, tínhamos amigos em comum que vinham da época que jogávamos RPG, mas o engraçado foi descobrir amigos em comum nos mais diversos lugares, como por exemplo a Joana, que é amiga de faculdade da Lelê e era muito amiga e treinava Karatê com o Marcos tempos atrás, ou o fato dele morar no mesmo prédio que eu freqüentei na época de colégio, por ter amigos que moravam lá.

O Marcos é de longe um dos meus maiores amigos (se não literalmente o maior com seus 2 metros e tanto de altura). Foi dele inclusive que adotei os meus gatos. Para compensar (ou não) a falta desses filhos, ele e a Dani começaram a produção própria. E agora com 5 semanas de gravidez, dado o tamanho do Marcos, podemos dizer que o bebê já deve ter uns 30cm de comprimento.

Este post é uma homenagem (mesmo que tosca) a você Marcão. Aparentemente a vida sempre se esforçou para que uma hora cruzássemos nossos caminhos. De longe um dos melhores amigos que um cara poderia ter, mesmo estando longe, perdido em meio à Suíça e trabalhando com os Oompa Loompas da Nestlé.

Anúncios