Bom, só digitando um post rápido enquanto a Lelê tira um cochilo aqui ao meu lado, após o dia todo de caminhadas.

Para os que não sabem (acredito que pouca gente), estamos esta semana em Buenos Aires, brincando de turistas.

A cidade é super bonita e tranqüila. Realmente tem uma cara bem européia. O povo é bem educado e gentil, nada daquela impressão ruim que é passada para nós sobre os argentinos, impressão esta derivada da rixa no futebol (e nem vou entrar novamente neste mérito).

Temos feito passeios a pé todos os dias. Estamos hospedados em um hotel no centro da cidade, em um ponto relativamente estratégico para tudo que queremos ver por aqui, o que facilita muito os passeios. O hotel em si é bem legal, com os quartos parecendo um pequeno flat. Temos dentro dele uma copa bem completa que facilita para preparamos chás e outras coisinhas durante a noite e no meio da tarde.

Aliás, passear para todos os lados por aqui é muito útil para queimar tudo o que a gente come por aqui, e como se come! Muito e muito bem! Fora as sobremesas (o sorvete é surreal de tão bom) e os vinhos.

Logo de cara, ficamos um pouco receosos para falar com os portenhos, com o pouco de espanhol que sabemos, mas agora já perdemos o receio e estamos falando tranqüilos. Por incrível que pareça, o portunhol funciona muito bem por aqui.

Só uma peculiaridade interessante: os portenhos são notívagos por excelência, então a cidade pela manhã e bem vazia, chega a ser até um pouco estranho. Parece que a vida surge somente da hora do almoço para frente.

Por enquanto é isso. Escrevo mais no próximo cochilo que a Lelê der por aqui.

Anúncios