Por ser carnaval, a área de acampamento que o Lex conhecia, mais ampla e espaçosa, estava tomada por outras barracas. Tivemos que montar a nossa num ponto antes de chegar à esta área, numa pequena clareira ao lado do rio. Como era em um trecho de passagem, durante a noite e no dia seguinte, tivemos várias visitas de ilustres desconhecidos no nosso acampamento.

Momento de montar a “casinha”:

photo by Vê

Nós levamos duas barracas para os casais e uma rede com uma Tarp Oca para a Vê. A montagem da rede demandou uma técnica um pouco mais apurada:

Macacos me mordam!! photo by Vê

E o resultado final, com a rede já com a cobertura:

E a corda virou varal - photo by Lex

O espaço interno é bastante confortável:

E com ótima luz para leitura! photo by Lex

A nossa “favelinha” já pronta, com o Lex já separando o material para o rango:

Detalhe do tripé com os camel backs.

Antes da janta, porém, deu para parar um pouco, curtir a tranqüilidade em meio ao nada e atualizar um pouco a leitura:

photo by Lex

photo by Lex

No dia seguinte pela manhã, hora da bóia com um senhor brunch. Viajando com a Jô, Lex e Vê, come-se muito, mas muito bem! Nada de miojo e outras tranqueiras tradicionais. Este foi o dia do Lex preparar um senhor omeletão:

No material de cozinha, a cafeteira italiana, que salvou nossas manhãs sonolentas - photo by Vê

O cheiro disso abriu (mais) o apetite - photo by Vê

Quase pronto. É só abafar mais um pouco - photo by Vê

E voilé! Isso estava uma delícia!! photo by Vê

Na janta da noite anterior, teve até sobremesa, de arroz doce e açaí:

Açaí reidratado ao luar - photo by Lex

Enquanto rolava a preparação da comida, acabei me “entretendo” com a resolução de um sério problema: a bota da Vê. Com a sola solta, teríamos problemas mais para frente no caminho de volta. Hora de um pouco de “MacGyverísmo” com o rolo de Silver Tape:

Hora de enfaixar o acidentado com Silver Tape - photo by Vê

Um pouco de calor para vulcanizar - photo by Jô

Bota de astronauta!

Quando terminei, fiquei na dúvida se o conserto agüentaria o tranco da trilha. Mas parece que meu remendo foi bem eficiente. A bota agüentou inteira até o final, quando teve o seu honroso “funeral viking”.

São MacGyver, rogai por nós!

Anúncios