“Percorra qualquer caminho no jardim de Destino e você terá de escolher, não uma, mas muitas vezes.
As trilhas se bifurcam e se dividem. A cada passo que você dá neste jardim, você faz uma escolha; e cada escolha determina rumos futuros.
Contudo, ao final de toda uma vida caminhando, você poderia olhar para trás e ver apenas um caminho… Ou olhar adiante e ver somente a escuridão.”

Sandman – Estação das Brumas

sandman_cut

Sandman (Morpheus, Sonho e outros infinitos nomes) é um dos meus quadrinhos prediletos. Talvez seja mesmo o que eu goste mais, um pouco acima de outros títulos como Hellblazer, Watchmen ou V de Vingança.

Não sei qual foi o ponto que me cativou na série. Se a identificação com o meu universo onírico que é muito rico e vasto, se a temática de paixões depressivas do personagem ou ainda por ver um ser tão poderoso se manter preso às regras e padrões criados por ele mesmo. De qualquer forma, a história e as metáforas funcionam de forma maravilhosa para debater a condição humana.

Bom, não vou me estender debatendo o quadrinho (para os que não conhecem, recomendo imensamente que leiam), mas vou falar de duas curiosidades musicais vinculadas ao tema. Aliás, duas curiosidades musicais que são cantadas por mim nos karaokês.

A primeira é sobre “Dream a Little Dream of Me”. A primeira vez que eu “vi” esta música foi somente em texto, sendo citada no começo do volume 3 de “Prelúdios Noturnos” (a primeira série de histórias que foi lançada do título). Anos depois, ao ouvi-la tocando no rádio, me veio imediatamente o texto lido lá atrás. Para aqueles que como eu nunca ouviram-na (ou para aqueles que a curtem), segue o link:

Dream a Little Dream of Me

A segunda é quanto ao visual do Sandman. Não tem como não remeter ao Robert Smith, vocalista e um dos fundadores do The Cure. Uma das músicas que eu mais gosto deles é a “Just Like Heaven”, com o clipe abaixo.

E a todos, doces sonhos.

“Show me how you do that trick
The one that makes me scream” she said
“The one that makes me laugh” she said
And threw her arms around my neck
“Show me how you do it
And I promise you I promise that
I’ll run away with you
I’ll run away with you”

Spinning on that dizzy edge
I kissed her face and kissed her head
And dreamed of all the different ways I had
To make her glow
“Why are you so far away?” she said
“Why won’t you ever know that I’m in love with you
That I’m in love with you”
“That I’m in love with you”

You
Soft and only
You
Lost and lonely
You
Strange as angels
Dancing in the deepest oceans
Twisting in the water
You’re just like a dream
You’re just like a dream

Daylight licked me into shape
I must have been asleep for days
And moving lips to breathe her name
I opened up my eyes
And found myself alone alone
Alone above a raging sea
That stole the only girl I loved
And drowned her deep inside of me

You
Soft and only
You
Lost and lonely
You
Just like heaven

“Percorra qualquer caminho no jardim de Destino e você terá de escolher, não uma, mas muitas vezes.

As trilhas se bifurcam e se dividem. A cada passo que você dá neste jardim, você faz uma escolha; e cada escolha determina rumos futuros.

Contudo, ao final de toda uma vida caminhando, você poderia olhar para trás e ver apenas um caminho… Ou olhar adiante e ver somente a escuridão.”

Anúncios